Image Alt

Zé Miguel — Landscape & Maps

IDA Design Award GOLD

Illustrated Map of São João da Madeira

I am very proud get the IDA Design Award GOLD First Prize in Print Competition, from International Design Awards for the Illustrated Map of São João da Madeira Project. This map was commissioned by Junta de Freguesia de São João da Madeira presented in October 2016 at Encontro Internacional de Ilustração de S. João da Madeira.

Estou muito orgulhoso por ter sido premiado com o Primeiro Prémio da categoria Print – Wayfinding & Environmental Graphics, do International Design Awards atribuído ao Mapa Ilustrado do de São João da Madeira. Este mapa foi encomendado pela Junta de Freguesia de São João da Madeira apresentado em Outubro de 2016 no Encontro Internacional de Ilustração de S. João da Madeira


IDA International Design Awards
More about this project
IDA Project page

AWARD: IDA Design Award 2016 – Gold
WINNING DESIGNER: José Miguel Cardoso
CATEGORY: Print-Wayfinding & Environmental Graphics
PROJECT NAME: Illustrated Map Of São João Da Madeira

INSPIRATION: This map is inspired in the tradition of creating Portulano charts in the Portuguese discoveries and the urge to describe the world through observation, from the golden era of Dutch painting. In this impetus to describe the world, we travel the places and draw. But why do we draw? We draw because we want to be lost. Because only when we are lost, we can find ourselves again. Aren’t these drawings symbolic notations of our experience of places, and therefore, maps of our world consciousness?

INSPIRAÇÃO: Este mapa é inspirado na tradição portuguesa de criação de cartas Portulano durante os descobrimentos, assim como na urgência de descrever o mundo através da observação, presente na idade de ouro da pintura holandesa. Neste ímpeto de descrever o mundo, nós viajamos pelos lugares e desenhamos. Mas porque desenhamos? Desenhamos porque queremos estar perdidos. Porque apenas quando estamos perdidos, nos podemos voltar a encontrar.  Não serão estes desenhos, notações simbólicas da nossa existência nos lugares e por isso, mapas da nossa própria consciência do mundo?